terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Nova Luz

Projeto da Nova Luz
Por Diego Silva
Imagens: Acervo Pessoal

Caros leitores, após muitas postagens sobre a Linha 10-Turquesa na estação Brás, muitos pedidos de retorno para a estação Luz, muitas ideias e soluções que não foram sequer analisadas pela CPTM, venho mostrar para vocês o que pode ser a possível ''salvação'' do transporte ferroviário na capital: a Nova Luz. Apesar de ser um projeto de longo prazo (visto que é uma obra gigantesca), seria a melhor alternativa para o problema de concentrar diversas linhas de trem no centro de São Paulo.

Perspectiva artística da Nova Luz: paralela à Júlio Prestes, de frente para a Luz atual
O projeto da Nova Luz concentra o posicionamento das linhas 7-Rubi, 8-Diamante, 10-Turquesa, 11-Coral, 14-Ônix (que seria o Expresso Aeroporto), mais uma linha auxiliar e uma linha para trens de carga. Com isso, onde hoje está localizada a estação Luz, ficariam apenas os trens das linhas 10-Turquesa e 11-Coral (essa, que passaria para Palmeiras-Barra Funda). Não sabemos precisar se nesse projeto, a Linha 10-Turquesa seria o trem parador ou o Expresso ABC. Na Nova Luz, seriam abrigadas as linhas 7-Rubi, 8-Diamante e 14-Ônix, além do trem de carga que passaria numa linha segregada.

Um detalhe curioso: a estação Júlio Prestes seria mesmo fechada, tornando-se um Centro de Convenções, juntamente da Sala São Paulo, que já é de conhecimento público. Porém, haveria integração subterrânea da Nova Luz juntamente com Júlio Prestes, integração essa muito proposta por vocês, leitores, mas que hoje, torna-se inviável. Como noticiado em 2011, a estação Júlio Prestes perderia mesmo o seu uso como ''terminal ferroviário'' (http://cptmemfoco.blogspot.com/2011/10/estacao-julio-prestes-podera-ser.html), passando a ser um local de encontros e eventos.

Detalhe dos cortes da estação (Clique na imagem para visualizar melhor)
Notem, leitores, que o plano de usar duas plataformas para cada linha já é considerado nessas imagens. Ou seja, o que temos hoje já vinha sendo planejado há algum tempo. No Corte 1, observem as linhas do Expresso Aeroporto (Linha 14-Ônix, projeto arquivado por conta da indecisão do Governo Federal relativo ao TAV), uma linha auxiliar para manter trens de reserva, as linhas da 7-Rubi, da 8-Diamante. Na Gare Leste (Atual Luz), apenas os trens da 10-Turquesa e 11-Coral.

Com esse projeto, a CPTM faria a maior obra de sua história, abrigando quatro linhas numa única estação, centralizando os trajetos e integrando de maneira homogênea todo o seu sistema. Tudo isso, interligado com as linhas 1-Azul e 4-Amarela do Metrô. Ou seja, num complexo ferroviário, teríamos: Linha 7-Rubi, Linha 8-Diamante, Linha 10-Turquesa, Linha 11-Coral, Linha 14-Ônix (ou outra que possa vir) pela CPTM, Linhas 1-Azul e 4-Amarela do Metrô. Numa análise fria, se hoje a Luz recebe 400 mil usuários/dia, com esse complexo, a estação poderia estar apta a receber 1 milhão de usuários por dia, no mínimo.

14 comentários:

  1. Uma obra faraônica!!! Como não foi divulgado valores, aposto que com o que for gasto dá para deixar as outras 5 linhas da CPTM no mesmo padrão da linha 9-Esmeralda, o que traria muito mais benefícios para os usuários!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obra faraônica??

      Das duas uma: ou alteram o atual modelo de transporte metropolitano (em que todas as linhas são obrigadas a passar pelo contro da cidade para se integrarem) ou ampliam a estação central, que já está saturada e impossibilitada de comportar o atual fluxo de pessoas! Como a primeira alternativa não irá acontecer, visto que o desenvolvimento dos transportes não acompanhou o crescimento populacional, a alternativa menos onerosa e que traria mais benefício para a população seria mesmo a construção da Nova Luz...

      Quer saber o que realmente é uma obra faraônica? Isso aqui sim é uma verdadeira obra faraônica...

      http://felipegodoy.wordpress.com/2010/07/22/igreja-universal-divulga-imagens-de-mega-templo-que-construira-no-bras/

      Excluir
  2. Mini, veja só o que você postou:

    "Das duas uma: ou alteram o atual modelo de transporte metropolitano (em que todas as linhas são obrigadas a passar pelo contro da cidade para se integrarem) ou ampliam a estação central, que já está saturada e impossibilitada de comportar o atual fluxo de pessoas!"

    É simples: ao invés de utilizar a Luz como estação central utilizem a Barra Funda que comporta as linhas 7,8,10 e 11, deixando as Luz como passagem para as linhas 10 e 11 e veja o quanto não seria economizado para utilizar na construção de outras linhas... estamos falando de dinheiro público!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem uma diferença muito grande entre a Estação Nova Luz e o Templo. Como o Juliano falou, a construção da primeira se trata de dinheiro público e, no segundo caso trata-se de capital privado (não vamos entrar no mérito de outras questões aqui). Como você diz, a melhor maneira de integrar o transporte coletivo é criando varias linhas com anéis concêntricos sem ter que concentrar tudo no centro da cidade, de modo que, de qualquer ponto, você possa ir pra qualquer outro lugar da cidade, e utilizar a Barra Funda como terminal me parece uma opção bastante razoável. O que precisamos não é ampliar uma estação saturada, e sim desafogar as estações que já possuímos e que estão afogadas, e nada melhor para isso do que construir novas linhas. Agora... uma coisa que não entendo... por que aqui no Brasil se tem a mania de construir estações que parecem verdadeiros "Shopping Centers"? Isso seria realmente necessário? Não poderíamos economizar uma fortuna para construir outras estações?

      Excluir
    2. Primeiro as estações não parecem centro de compras, mais deviam ser porque ai entraria o Capital da iniciativa privada que poderia explorar as lojas do local. Na Europa é comum as principais estações de trens e metrô ter lojas ate perto das plataformas.

      Excluir
  3. Caro Diego, sou arquiteto formado pela unicamp, e claro arquitetura e meu elemento de trabalho. Por estes desenho que vi, nao posso analizar se é um bom projeto, ou nao, mas conheco a luz e sei que la e terrivel o trafego de pessoas.

    Eu sou um arquiteto que trabalha buscando sempre alternativas viaveis para o conforto e locomocao tranquila, e segundo as informacoes dado neste post, o projeto preve uma central onde cerca de 1 milhao de pessoas passem por la diariamente.

    Hoje em nosso escritorio eu levantei este assunto para os demais arquitetos e todos nos discutimos a respeito deste projeto e, chegamos a conclusao, que a centralizacao do terminal de trens e um erro, dado que o fluxo de pessoas e muito grande, e claro fatalmente ira gerar um caos no desembarque dos passageiros, sabendo que a intençao da cptm quer diminuir o intervalo das composicoes em tres minutos.

    Eu particularmente sou contra centralizar o servico de terminal dos trens, pois acredito que o mais viavel seria um estudo possibilitando o encontro de duas linha no maximo em cada terminal, para que o fluxo de pessoas seja o mais racional possivel, e com a centralizacao, o terminal da nova luz ira parecer um linha de largada de uma maratona, onde todos tentam buscar um espaco a todo custo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente e apoio a ideia de centralizar algumas linhas na Barra Funda como a 8 e 11, outras na Luz como 7 e 10 e manter o Brás com a 10 (expresso), 12 e a possivel 14.

      Seria uma maneira de racionar o trafego de passageiros mantendo uma grande integração com o metro.

      Excluir
    2. É bom não esquecer de que existem grandes estações com varias plataforma como a Grand Central em Nova York que tem 44 plataformas sem contar as do metrô. Eu não vi a planta desse projeto se é que tem, porque está parecendo mais um esboço que ainda não foi finalizado, mais ser construírem grandes corredores talvez de certo se for bem planejado, algo difícil de acontecer aqui. :)
      Mais me deixou irritado essa historia de querer transformar a Júlio Prestes em mais um centro de convenções inútil, São Paulo já tem bastantes centros desse tipo. O Anhembi já é subutilizado porque é administrado pela prefeitura, esse tipo de negocio só funcionam bem nas mãos da iniciativa privada. Eu detesto aquela ridícula sala São Paulo que quase ninguém usa, poderiam ter aproveitado o prédio como sede da CPTM já que a mesma se encontra num prédio alugado. O que tem que fazer na Júlio preste é demoli o prédio dos correios e mais alguns outros e refazer os traçado das vias, também um pátio de médio porte para estacionamento dos trens, e construir o segundo túnel para conecta-la a estação da Luz pra deixar JP também como final da Linha 7.
      Também deveria fazer esticar a Linha 2 Verde do metrô até a Lapa e ampliar a estação Lapa da Sorocabana para receber os trens da Linha 7 e 11 e demolir e estação Lapa da SJ. Com isso criaria uma espécie de anel metroviário aonde os passageiros que vem da Linha 7 e 10 e também do terminal de ônibus Lapa já desceriam ali pegaria o metrô direto pra Av. Paulista sem ter de passar pela estações Barra Funda e Luz. No caso do metrô poderia ainda esticar até a Av. Marque de São Vicente para pegar os passageiros do corredor de ônibus.

      Excluir
  4. Acredito que as linhas 10 e 11 deveriam mesmo fazer final na barra funda.lembrando que beeeem antigamente a linha 10 (antiga linha D pirituba-paranapiacaba ) fazia ponto final em pirituba.coisa que hj n daria neh.mais so de as linhas 10 e 11 fikarem na b funda ja desafogaria a linha a luz legal.ai a linha 7 faria ponto final na b funda e a linha 8 continuaria indo ate a julio p. E ai poderiam fazer uma integracao da julio p cm a luz e julio p tbm que ajudaria legal adesafogar as linhas 10 e 11 na luz.e pra mim poderiam extender a linha 3 vermelha ate a lapa e a linha 2 verde tbm na lapa.fikariam 2 grandes terminais. A lapa com as linhas 2 verde. 3 vermelha 7 rubi 8 diamante e 9 esmeralda e a estacao b funda com linhas 3 vermelha. 7 rubi. 8 diamante. 10 turquesa e 11 coral. O povo da Z L fikariam cm 2 opcoes de locomocao.o povo do abc n teria q ir ateee o bras enfrentar akele inferno e na lapa as pessoas teriam 2 opcoes p centro e av paulista nas 2 linhas do metro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que o melhor a se fazer é investir em sistemas modernos e trens novos, de forma a diminuir o intervalo entre eles. Se a linha 11 fosse para a Barra Funda, os trens chegariam já cheios na Luz e causariam revolta nos usuários que ali embarcam. Investindo em trens e sistemas modernos, e diminuindo o intervalo entre os trens, a evacuação na estação teria uma boa melhora.

      Excluir
    2. mais ai allef a cptm poderia fazer uma operaçao de loop, tipow o trecho principal seria B FUNDA-SUZANO e o loop seria a atual linha LUZ-GUAIANAZEZ. entendeu,a cada 2 que desce para a b funda 1 fika na luz e volta no loop ate guaianazes...mais isso laaaaaaaaaaaaaaaa pra frente qdo o trecho principal for B FUNDA-SUZANO...

      Excluir
  5. Diego, seria possível (na CPTM, no Metrô ou em ambos) a criação de uma 3° via, de forma a deixar duas vias operando no sentido centro no pico da manhã e duas vias operando no sentido bairro no pico da tarde?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não seria uma boa ideia, Allef. Seria uma obra muito cara, que não resultaria em absolutamente nada. Não adianta querer jogar 40 trens num único sentido, todos irão ter que parar. Isso atrasaria ainda mais as viagens.

      Excluir
  6. Ola!
    Na minha opinião, as linhas deveria ser centralizadas sim, desde que a Luz recebe uma nova estação.
    No meu projeto eu usaria o pátio de manobras que esta ao lado da estação Luz como ponto para a nova estação de trens.
    Seria construído 12 faixas para 6 plataformas só para embarque e 7 Plataformas só para desembarque.
    Na Plataforma 1 e 2 linha 10 Turquesa, 3 e 4 linha 11 Coral, 5 e 6, linha 13 Jade, 7 e 8 linha 9 Esmeralda, 9 e 10 linha 8 Diamante, 11 e 12 linha 7 Rubi.

    Uma passagem subterrânea seria ligada a estação Júlio Preste onde seria ativado sómente os trens regionais ligando Júlio Preste a Sorocaba e Júlio Preste a Jundiai. Uma ligação com as linhas do metro e atual estação da luz, onde seria ativado o trem regional ligando Luz a Santos. Contando com os trens turistico nos finais de semana.
    A marquete deste projeto já esta quase pronta e breve pretendo mostrar para todos vocês.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por comentar no blog. Pedimos a gentileza de não usar palavras ofensivas contra a empresa nem contra seus funcionários, ou mesmo contra o blogueiro. O objetivo do blog é informar e compartilhar conhecimento.

Siga o blog por email

Seguidores